Apple passa Samsung e recupera primeira posição nos smartphones

Embora os valores não tenham sido brilhantes, a verdade é que o quarto trimestre do ano terminou com a Apple de regresso ao primeiro lugar no mercado mundial de smartphones. 

Os dados são da IDC que começa por recordar que o trimestre das festas se saldou em valores menos impressionantes do que seria de esperar, “fechando o ano com mudanças mínimas no mercado mundial de smartphones, quando comparado a 2016”.

De acordo com o Worldwide Quarterly Mobile Phone Tracker, da IDC, no seu conjunto os fabricantes de smartphones foram responsáveis por 403,5 milhões unidades no quarto trimestre de 2017 (4T17), o que resulta numa queda de 6,3% em relação aos 430,7 milhões de unidades asseguradas no último trimestre de 2016.

Contas feitas ao ano, a IDC aponta que o mercado mundial de smartphones atingiu os 1,472 biliões de unidades, diminuindo menos de 1% em relação aos 1,473 biliões de unidades de 2016. Diz a IDC que os países desenvolvidos, como a China e os Estados Unidos, registaram um declínio durante o trimestre, com os utilizadores a demonstrarem pouca pressa e interesse em atualizar os seus equipamentos de preço mais elevado.

Ainda assim, o último trimestre do ano trouxe uma mexida nos primeiros lugares da tabela de fabricantes. Apesar de ter passado por uma ligeira desaceleração no trimestre anterior, e ter uma quebra de 1,3%, numa base ano após ano, a Apple conseguiu ultrapassar a Samsung e voltar a liderar o mercado. Diz a IDC que a reviravolta se deve, em grande parte, aos iPhone 8, 8 Plus e iPhone X.

Apesar da posição no trimestre, a Apple terminou em segundo lugar em termos do ano de 2017, assegurando 215,8 milhões de unidades, um aumento de 0,2% em relação às 215,4 milhões de unidades de 2016.

Já a Samsung mantém a liderança em termos anuais, com a gigante coreana a colocar no mercado 74,1 milhões de unidades no 4T17, menos 4,4% em comparação com os 77,5 milhões de unidades do ano passado. Por seu turno, a Samsung terminou o ano com 317,3 milhões de smartphones disponibilizados, o que reflete um aumento de 1,9% em relação aos 311,4 milhões de 2016.

De acordo com a IDC, a terceira posição continua a ser da Huawei, com 41 milhões de unidades, (menos 9,7% face aos 45,4 milhões do quarto trimestre de 2016). Em termos globais, 2017 foi melhor para o fabricante, com um aumento das vendas dentro e fora da China, na casa dos 9,9%. 

Xiaomi e OPPO são as marcas que se seguem no ranking de fabricantes, colocando a China em destaque no mercado mundial de smartphones. 

Imprimir    Enviar a um amigo