Nova Iorque impõe neutralidade no acesso Web

O Estado de Nova Iorque anunciou a sua intenção de exigir aos fornecedores de acesso à Internet que mantenham a neutralidade neste serviço. Ao desrespeitarem esta regra, ficam impedidos de se candidatarem a concursos estaduais, de acordo com uma ordem assinada pelo governador Andrew Cuomo.

A nova política agora adotada por aquele estado tem como principal objetivo assegurar a proteção dos consumidores e surge na sequência de outras semelhantes já tomadas por estados como o Montana.

Recorde-se que, de acordo com uma recente decisão da Comissão Federal de Comunicações (FCC, na sigla em inglês), emitida em dezembro ultimo, toda a política promotora da neutralidade na Internet foi repelida.

Na prática deixou de ser possível proibir as empresas de interferirem com o tráfego ou a velocidade na internet com a ideia de favorecerem alguns sítios ou aplicações. Os procuradores-gerais de 21 Estados e do Distrito de Colúmbia recorreram à justiça para bloquear aquela decisão da FCC.

Enquanto não há uma decisão final, os estados vão dando outros passos no sentido de minimizar os efeitos desta medida.

Imprimir    Enviar a um amigo