Paulo Campos Lança 3 Desafios À ACIST No Encerramento Do X Encontro PMEs

Paulo Campos Lança 3 Desafios À ACIST No Encerramento Do X Encontro PMEs
O encerramento do X Encontro Nacional de PME’s do Sector das Telecomunicações contou com a presença de SE o Secretário de Estado Adjunto das Obras Públicas e das Comunicações, Dr. Paulo Campos, que no seu empolgante discurso lançou 3 desafios à ACIST

A Direcção da ACIST, honrosamente, tentará corrresponder a estes 3 desafios, tendo-os como um incentivo e fortalecimento do seu posicionamento no sector e mantendo-os como uma referência da sua actividade, em prol do tecido associativo que representa.

Citando o Sr. Secretário de Estado, Dr. Paulo Campos:

1º Desafio:

"Continuem a desempenhar o seu papel fundamental na divulgação e implementação das novas tecnologias – já que as vossas empresas são as que verdadeiramente levam as soluções tecnológicas ao mercado, desempenhando um papel vital na qualidade e velocidade com que as empresas aderem às novas tecnologias.

Quer se trate da generalização da divulgação da banda larga [fixa e móvel], da utilização do Voip, ou da webização dos processos comerciais de relacionamento com clientes e fornecedores.

Neste sentido, os associados da ACIST desempenham um papel muito importante, porque são o verdadeiro veículo da penetração mais ou menos acelerada no mercado.

E aqui reside o desafio, já que enquanto no móvel ficamos sempre bem nas comparações internacionais, na banda larga do fixo ainda temos muito caminho a percorrer".

2º Desafio:

"Avaliem o interesse de participar em processos de consolidação, permitindo um ganho de escala que permita subir na cadeia de valor – embora a maior parte das empresas aqui presentes tenha uma dimensão pequena, já podem observar-se alguns processos de consolidação.

Este movimento é necessário para ganhar uma dimensão que permita às empresas ganhar rentabilidade e libertar recursos que por sua vez podem ser reinvestidos no negócio.

É precisamente este processo que permitirá que algumas das vossas empresas invistam mais em investigação e desenvolvimento, beneficiando do manancial de informação que provém de um contacto constante com as necessidades do mercado.

Na verdade, este sector está numa posição privilegiada para desempenhar um papel no desenvolvimento de novas soluções e produtos, entrando no círculo virtuoso da criação de valor.

Este papel pode ainda ser desenvolvido em parceria ou em conjunto com os pólos universitários que hoje se encontram dispersos pelo país".

3º Desafio:

"Desempenhem um papel no desenvolvimento da literacia tecnológica – o principal obstáculo ao desenvolvimento mais rápido de uma sociedade da informação está hoje identificado. É fundamentalmente um problema de literacia tecnológica no segmento residencial nas gerações em que os filhos já saíram de casa e, nas empresas, nas gerações de empresários mais antigas.

Apelo-vos que analisem com cuidado o possível retorno de um maior empenhamento das vossas empresas no desenvolvimento desta literacia, quer em acções organizadas de formação, quer através da intermediação dessa literacia, desenvolvendo como prestadores de serviço essas oportunidades para os vossos clientes.

Na verdade, não existem muitos agentes de mercado melhor posicionados para contribuir positivamente para a resolução deste problema.
Estou em crer, que se as vossas empresas, com o inevitável envolvimento da associação que vos representa, a ACIST, se empenharem na prossecução destes desafios, estarão a contribuir para que o País dê um importante salto em frente rumo à Sociedade da Informação e do Conhecimento e, ao mesmo tempo, sejam criadas novas oportunidades de negócio para as vossas empresas".
Publicado:Sexta, 17 Novembro, 2006

Imprimir   Enviar a um amigo